11 de abril de 2015

Game of Thrones: A Internet é escura e cheia de Mimimis

Olá pessoal! Aqui estamos com um post escrito por seis mãos.

Game of Thrones! Viva o povo livre do Norte! Descendentes dos primeiros homens!

tãtan tãrantantan tãrantantan tãrantantan tarãraaaaaaan

Eu sou Gabriel A. Sales o primeiro de meu nome, e estou aqui com meus companheiros de blog para falar um pouco sobre a adaptação para televisão da série de livros Crônicas de Gelo e Fogo de George R.R. Martin.  Todo o universo criado nos livros é tão gigante, e eu conheço tão pouco, que nos ateremos a série de tv da HBO, principalmente por todo o frenesi que estamos vivendo com a continuação da série com a 5ª temporada. Pra vocês terem uma ideia da dimensão, tem um site que te ensina a falar o idioma dothraki, um dos povos indígenas deste mundo fantasioso! Então sente-se aí pegue um pouco de leite de papoula (melhor não) e leia um pouco da nossa experiência com a série! Iddelat!


Sou Roberta G. Peixe, a segunda de meu nome, e finalmente o inverno está chegando, afinal amanhã, dia 12 de abril, começa a tão esperada 5ª temporada de Game of Thrones!!!


Há quase um ano atrás, qualquer um que falasse qualquer coisa de Game of Thrones perto de mim escutaria meu discurso sobre como achava absurdo uma série com tantas cenas obcenas estar sendo tão aclamada por aí! E como eu nunca assistiria essa série, por mais legal que as pessoas dissessem que era, afinal, não é esse tipo de conteúdo que eu busco ver.


Até que alguém (Gabriel) disse pra eu dar uma chance pra série, parar de reclamar e assistir pelo menos o 1º episódio da 1ª temporada e, só depois de assistir eu decidisse então se gostava ou não da série. Assim dei o braço a torcer e fui ver a tal série, despida de qualquer preconceito que tive anteriormente.

You know nothing Roberta Peixe, assite isso.

Adianto pra você que sim, há algumas cenas de nudez que me deixaram muito desconfortável. Mas depois percebi que, seu eu passasse tais cenas, a história que estava sendo contada ali era de uma complexidade e de uma inteligência que logo fizeram com que eu me atraísse e continuasse a assistir os outros episódios.

The "Lambisters"

Assim, em apenas dois dias, tinha terminado a 1ª temporada e estava emendando na 2ª felizona! A trama de intrigas, politicagem e as guerras travadas entre as principais famílias do reino de Westeros para conquistar o trono de ferro foi tão bem articulada que é quase que impossível não ficar envolvido com tal história.



Somando os elementos místicos e mágicos como feitiçaria bizarra da mulher estranha lá, chamada Melisandre, os mistérios de uma moeda e seus significados (Valar Morghulis) e DRAGÕES (afinal quem não gosta de dragões, né?), a trama fica ainda mais interessante.

De boa aqui com meu dragão...

Game of Thrones ainda ensina pessoas de bom coração que pensam que o mundo é bonito, que a grande maioria dos políticos pensam em si mesmos e somente lutam por seus interesses (algo que pode ser aplicado ao Brasil dos dias atuais e a diversos outros países), que comandar um povo não é tarefa fácil, além de apresentar desvios de caráter que são mais comuns e sombrios do que normalmente estamos acostumados a lidar.

Because the Internet is Dark and full of mimimi

Eu sou Robb Ertomarks, Primeiro de meu nome e espada juramentado ao Duque de Caxias, e vim aqui declarar o meu desagrado pela série da HBO vulgarmente nomeada como “Game of Thrones”.

Isso, podem me odiar nos comentários, falo mesmo! Ao contrário de meus dois companheiros, conheci a história diretamente pelos livros de George R. R. Martin e estarei expondo a série do ponto de vista literário e não televisivo. 

O livro “A Game of Thrones”, primeiro romance das Crônicas de Gelo e Fogo, possui 704 páginas, 77 capítulos e 33h 53m em audiolivro. É impossível fazer uma adaptação de respeito para tamanho conteúdo em um filme, com os limites aceitáveis de apenas 3h de duração. Mas talvez fosse possível adaptar de forma fiel para um seriado, 10 episódios de 40 min, quem sabe? 

Não, infelizmente, também não foi possível. 

Todas as mortes nas Crônicas de Gelo e Fogo

Eu sei que é uma “adaptação”, que não tem como ficar “igualzinho”. Compreendo isso de boa. Sério. E sabendo disso é que nasceu o meu completo desagrado por toda e qualquer adaptação literatura-cinema-TV. 

Eu sou um fã de histórias. Não apenas de livros, séries ou filmes. Mas de boas histórias em si, cativantes e atraentes, complexas e poéticas. As Crônicas de Gelo e Fogo são uma puta de uma história. As intrigas políticas, as batalhas, os personagens, tudo foi tão bem construído e é tão bem desenvolvido que deixa sua marca na história, cria paradigmas para as séries fantásticas que virão.

E apesar de tudo, esse seriado da HBO conseguiu fazer a MESMA COISA! Conseguiu uma horda de fãs ensandecidos, conseguiu tornar pontos altos da série em eventos mundiais, conseguiu compartilhar com o planeta a crueldade desse desgraçado do Martin por construir 10 capítulos de intimidade com um personagem pra no final do livro MATAR ele! E por isso, mesmo não gostando da série, admito que ela é boa. Muito boa. Eu que não gosto mesmo.

Inevitavelmente, a HBO não poderia trazer TUDO que acontecia em cada livro para a tela. Mas foram as escolhas do que deixar de fora que me afastaram da série. Acreditem ou não, mas os detalhes mais dramáticos, mais obscuros, foram deixados de fora. Algumas cenas tão sombrias e cruéis que fazem fechar o livro e se sentir pequeno diante da maldade no coração da humanidade. Momentos em que uma única frase no final do capítulo consegue implodir o cérebro de quem lê. É nesse nível. 


É uma coincidência infeliz que algumas das cenas escolhidas para negligenciar são exatamente as minhas prediletas. Alguns meses atrás, li um notícia dizendo que todo o arco dos Greyjoy, visto em “O Festim de Corvos”, não seria apresentado na série. Em troca, abririam espaço para a introdução dos reinos de Dorne. Não tenho nada contra Dorne, mas os Greyjoy... Só preciso dizer uma coisa: eles são piratas de armadura.

PIRATAS. DE. ARMADURA. TÁ DE SACANAGEM QUE NÃO VÃO FALAR DELES!?

O Theon é literalmente o Greyjoy MAIS OTÁRIO a nascer em Westeros. Dá pra ter uma noção disso com a apresentação da Asha, irmã sinistrona que consegue, de olhos fechados, ser mais homem que ele. Mas os tios... Os irmãos do Rei das Ilhas de Ferro, eles são Greyjoy de verdade. Os verdadeiros homens de ferro. E destaco um deles: Euron “Olho-de-corvo” Greyjoy. Não quero dar spoilers falando mais sobre ele, então aqui tem uma resposta de Euron ao ser chamado de “sem deus” por outro homem de ferro. Esse trecho era bem maior, mas só essa parte já consegue resumir com perfeição quem ele é:

"Sem deus? Ora, Aeron, eu sou o homem com mais deuses que alguma vez içou uma vela! Tu serves um deus, Cabelo‐Molhado, mas eu servi dez mil. 

De Ib a Asshai, quando os homens vêem as minhas velas, eles rezam."

Cansado de esperar a nova temporada chegar?
Experimenta aguardar o próximo LIVRO que ainda nem foi ESCRITO então!
Eu me lembro que quando vi Game of Thrones pela primeira vez foi na HBO, num episódio de guerra na segunda temporada. Lembro de ver o anão gritando palavrões no meio de uma batalha e achei aquilo muito bizarramente legal, observação estava dublado, bem dublado. Eu me interessei e comecei a ver online como fiz com poucas séries, não preciso dizer que bastou o primeiro episódio para me viciar nos conflitos, histórias e mitologia do fantástico mundo de Westeros.

Sempre vale a pena voltar a esta maravilhosa cena do primeiro episódio!!!

Os atores e atrizes são em sua maioria excelentes, e com certeza eu pretendo ler a pataca de livros nos quais Game of Thrones foi baseado, mas isso vai demorar um pouco...
Bom, eu não tenho muito mais do que dizer sobre esta série, se quiserem informações rebuscadas, este não é lugar, sorry. 


Cuidado com a Porta da Lua e lembrem-se sempre de pedir um julgamento por combate!

one does not simply meme 4
Vamos respeitar os amiguinhos e evitar soltar spoilers por aí. 
Ned sem-cabeça Stark está de olho.

Escrito por GabrielRoberta e Roberto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sua opinião, crítica, sugestão ou whatever!
Nós do Peixe com Sales agradecemos!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...