5 de julho de 2015

Jurassic World: Corram para as colinas!! De salto!

Nesta semana tive a oportunidade de me encontrar com o mundo Jurássico pela primeira vez. Quando pequena nunca tive vontade de assistir Jurassic Park por medo das cenas de dinossauros comendo as pessoas por aí. Mas, compreenda, minha sede por sangue e cabeças rolando tem se desenvolvido ao longo dos anos após o intensivo de filmes de ação dos anos 1980 que fiz aos 16, 17 anos.


Em Jurassic World, encontramos quase que a mesma premissa dos primeiros filmes da série: a oportunidade de se ganhar dinheiro criando um zoológico de dinossauros, seja um ou uma porrada deles.


O interessante do começo desta história é que, pasmem, o público já não está mais tão animado em fazer as grandes visitas a Ilha Nublar, pois a galera meio que está ENJOADA DE DINOSSAUROS?!?!?!?! Então, para atrair o público, o dono do Jurassic World fez o que? Bom, todos sabemos: criaram um hibrido de diferentes espécies de dinossauros e perderam o controle do querido bichinho, que obviamente nunca conseguiria ser controlado, afinal não dá pra controlar um monstro daquele tamanho.

Como enjoaram disso?!?!

Então, qual seria a solução para tal desastre, já que a fera está solta pela ilha maravilhosa e temos milhares de pessoas andando por aí?

  1. Mandar todo mundo pra casa e deixar o dinossauro livre na ilha.
  2. Ensinar ao hibrido as boas maneiras.
  3. Matar o dinossauro.
  4. Deixar todos na ilha, não matar o dinossauro e criar a maior confusão, causando mortes de outras especies jurássicas, pessoas e causar a perda de milhões em investimentos em pesquisa e entretenimento.
Nem preciso dizer a decisão tomada, né?


Como marinheira de primeira viagem, não sabendo nada além do trailer que havia assistido no cinema a algumas semanas atrás, posso adiantar que o começo de filme é meio desanimador. Só pelo título do filme em português fiquei meio cabreira. É que eu acho desnecessário inserir subtítulos no título do filme. "Jurassic World - O Mundo dos Dinossauros" me deu um arrepio na espinha quando apareceu na telona. 

Nos primeiros minutos tem toda aquela historinha pra boi dormir de "família feliz indo viajar", com o queridos componentes clichês: 
  • Mamãe chorona, 
  • Pai que só dirige o carro, 
  • Irmão mais velho babaca que só pensa em garotas,
  • Irmão mais novo suuuper inteligente, que sabe o que é uma mitocôndria, um triceratops e fica maravilhado com qualquer coisa ligada a células.


Chegando ao parque, ainda encontramos mais um membro dessa família maravilhosa: a tia Claire, que é a protagonista, que não vê os sobrinhos a anos, não sabe a idade deles e nem se importa muito na verdade, afinal ela é muito ocupada com milhares de coisas relacionadas ao Jurassic World.


Depois dessa introdução desnecessária, estava contando os segundos para ver o Star Lord controlando qualquer dino que fosse, afinal, pelo inicio do filme, nem sangue iria ter. Grande engano.

Star Lord engraçadinho.

A partir daí, foi só correria. Dino Hibrido fugiu, mata todos os outros dinos, mata gente, mata por matar. E aí que o bicho pega, pois nem as forças táticas de contensão do parque (que na realidade não foram feitas pra conter nenhum animal naquele local) conseguem matar ou capturar o prédio ambulante de 15 andares chamado Indominous Rex.


As sequências de morte e destruição são maravilhosas. Não consegui perceber nada de errado com os dinossauros recriados em CGI, afinal a única coisa a ser feita ao assistir o filme é apreciar o trabalho minucioso dessa galera. Não assisti Godzilla para poder comparar, mas acho que é a primeira vez que assisto monstros tão bonitos e críveis no cinema (claro, falando de monstros "vivos", animalescos).


Jurassic World tem inúmeras cenas memoráveis, mas a cena mais perfeita é a da "caçada" do Star Lord na moto com os Velociraptors. Que cena linda!! E IRADA!


Fiquei muito feliz de ver o Nick Miller finalmente tentando trabalhar em alguma coisa e ajudando Coach, Jess e Winston nas contas do apartamento. Afinal, antes tarde do que nunca!!


Gostaria de parabenizar nossa queria protagonista Claire. Já havia visto muitos memes zoando ela por correr de salto, mas, nossa, como mulher, tenho que dizer que não consigo ver como todas aquelas cenas foram possíveis! Era corrida no mato, na floresta, pulando galho. Além disso corrida em piso de paralelepípedo e um salve-se quem puder depois de chamar o T-Rex pra brincar também.


Para concluir, gostaria de deixar claro que eu me tornei uma fã de Jurassic World e com toda certeza irei buscar os filmes da trilogia antiga para ver e ficar na tensão que eu fiquei. Além disso, assumo um compromisso pessoal a aprender pelo menos a andar de salto com decência, afinal se aquela maluca consegue correr, eu conseguirei fazer uma linha reta sem grandes dificuldades. Pelo menos eu espero...

Se o Chris Pratt consegue, eu também vou conseguir!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sua opinião, crítica, sugestão ou whatever!
Nós do Peixe com Sales agradecemos!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...